Decisão do STF não deve barrar novos processos contra mudanças no ISS